CIRURGIA PLÁSTICA NÃO É RECEITA DE BOLO

Matéria veículada na Gazeta do Povo em 9 de Junho de 2013

Com a estabilidade econômica do país, a ascensão das mulheres no mercado de trabalho e o aumento de renda salarial média da população, o acesso à cirurgia plástica hoje está muito mais fácil. Entretanto, junto com essa facilidade veio também uma banalização da cirurgia plástica, seja pela sociedade ou pela mídia. Cirurgia plástica é um processo médico sério que lida com a estética, mas também com a saúde e o estado psicológico do paciente.

Infelizmente, atualmente ela é tratada como produto de prateleira, em que o consumidor compara marca, preços e encontra em qualquer esquina. O mercado está cheio de profissionais cobrindo ofertas e colocando próteses de mama sem serem especialistas e membros da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. É preciso ficar atento, pesquisar sobre o médico com quem deseja operar e desconfiar de custos abaixo da média do mercado.

Cirurgia plástica é algo muito individual e personalizado, não pode e não deve ser tratada como receita de bolo. O que é bom para o corpo de uma pessoa, não é necessariamente bom para o de outra. Geralmente, as mulheres veem o resultado de uma colega que colocou prótese de mama e chegam ao consultório médico pedindo o mesmo tamanho de silicone. A escolha da prótese ideal para cada pessoa deve ser feita pelo médico junto à paciente, pois deve respeitar medidas do tórax, formato e tamanho da mama, além da espessura da pele.

Cada corpo é muito particular e isso deve ser levado em consideração na hora de operar para não comprometer a saúde do paciente. Não existe uma fórmula magica para transformar alguém no ideal de beleza que deseja. A cirurgia plástica serve para melhorar o contorno facial ou corporal e não para modificar as características físicas das pessoas. Existem aspectos possíveis de corrigir com a intervenção cirúrgica, mas também limitações para que o resultado estético seja belo, porém natural. As variáveis dependem conforme o caso. Dentro de uma cirurgia plástica, existe uma serie de procedimentos e um bom especialista saberá definir o que é mais indicado para seus pacientes.

Para uma cirurgia plástica segura e de sucesso, tudo começa na escolha de um médico especialista na área e que transmita confiança. A relação médico-paciente deve ser transparente e de muito diálogo, a fim de sanar todas as duvidas que possam surgir. A cirurgia plástica interfere na autoestima das pessoas, as deixam mais seguras de si para encarar o mundo e os outros. Porém, um corpo bonito e um rosto jovem não trazem a verdadeira felicidade. Esta vem de dentro de nós.

Confira a matéria na íntegra clicando aqui!