TUDO SOBRE CIRURGIA PLÁSTICA NO JOELHO

Matéria veículada na Revista Plástica e Beleza edição 139

Por Fernando Dragone

Quem também busca pernas bem torneadas, a técnica feita no joelho pode ser uma excelente opção

Quem tem gordurinhas nas partes internas dos joelhos sabe que esse problema não pode ser resolvido na academia. A solução pode ser a lipoaspiração! A técnica pode ser realizada em pessoas de todas as idades, mas evitada em algumas situações, como as mulheres que apresentam quadros de artrite, artrose, reumatismo ou com problemas de circulação. “Também não recomendamos o procedimento em pacientes com mais idade que apresentam falta de elasticidade da pele, já que a flacidez pode ser acentuada, por isso é importante não retirar gordura demais”, explica o cirurgião plástico Alexandre Mansur.

Para esse tipo de lipo, o mais comum é usar a anestesia local com sedação. Apenas em casos em que a paciente associa o procedimento a outras técnicas é que a anestesia deve ser peridual ou geral. Em seguida, é feita uma pequena incisão de cinco milímetros para a entrada da cânula ou seringa, na dobra de trás dos joelhos. Com uma cânula arredondada e fina, o excesso de gordura é aspirado. A cirurgia dura, em média, uma hora e a internação é de apenas meio período.

Cuidados essenciais

Mas antes de se submeter à técnica, a paciente deve se submeter a alguns exames como em qualquer tipo de operação. “Após a operação, deve-se usar um modelador compressivo, fazer drenagem linfática, não se expor ao sol por 90 dias e só voltar ao trabalho depois de uma semana, mas sem ficar por longos períodos sentada para não comprometer a circulação. Os exercícios físicos só devem ser retomados após um mês”, diz o médico.

Em apenas 30 dias já é possível notar os resultados, mas ainda será comum notar um pouco de inchaço, que somem em 3 meses. Como as incisões são mínimas, as cicatrizes são praticamente imperceptíveis.

Magrinhos e clarinhos

Assim como a gordura localizada, outro aspecto que incomoda muito as mulheres é a coloração mais escura na região. Para amenizar o problema, uma hidratação mais intensa com cremes com agentes específicos para clareamento e o uso de óleos podem ajudar. Produtos à base de ureia, ácido lático, salicílico e alfa-hidroxiácidos são ótimos. Outra dica é evitar tomar sol. Muitas mulheres acreditam que o bronzeado ajuda a disfarçar a mancha, mas na verdade o que ocorre é exatamente o contrário, já que os raios solares intensificam a produção de melanina.